Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

UM CÃO NO SAPATINHO DE NATAL...

 

Picasso mulher a pensar.jpgNão há duas sem três, diz-se por aqui com uma frequência surpreendente.

Faço jus à expressão.

 

Depois de vários presentes inesperados – um galo, foi um dos mais originais –, o meu “sapatinho” de Natal foi recheado/reforçado com um cão bébé que a Manuela e o João afirmam ter nascido na noite do Solstício de Inverno.

 

Num cesto de verga forrado a flanela com motivos natalícios lá estava "ele" alheio ao que se passava e… ao meu espanto.

 

O pêlo é acinzentado, as pernas longas… “os olhos parecem esverdeados”, dizem-me.

 

Dorminhoco, muito dorminhoco, digo eu.

Afinal só tem meia dúzia de dias.

 

Confesso que não lhe consegui resistir.

 

Peguei-lhe ao colo.

Aconchegou-se ( ou pareceu-me…) e continuou a dormir.

 

Direi que foi “amor à primeira vista”.

 

Lá se foi a minha resistência a ter um cão.

 

Uma condição, por mim, sugerida foi aceite por unanimidade – passará o primeiro mês com a mãe.

 

Claro que terei direito a “visitas” diárias para nos habituarmos um ao outro...

 

Alice no país das maravilhas.jpgFoi um belo presente.

Surgiu no momento certo.

 

Estou disponível para o cuidar e para o educar… para o passear e… para ver alguns estragos na casa e no jardim.

 

Foi um presente “precioso” porque é um descendente de um cão que me acompanhou na minha juventude.

Um braque alemão.

Era um perdigueiro lindo. Leal. Brincalhão.

Tejo de seu nome.

 

Esse, tenho a certeza, que tinha uns olhos esverdeados de uma beleza rara.

Eram meigos e pareciam falar.

 

Claro que já dei nome ao cão.

 

Optei pelo que me veio à mente em primeiro lugar.

 

Natal.

Simplesmente.

 

CUIDE DE SI.

GOSTE DE SI.

 

Imagens: Picasso e Alice no Pais das Maravilhas

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.