Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

PEDRAS PRECIOSAS E PERFUMES

 

destilador-alquimistas.jpgO perfume tem necessidade, para ser alvo de interesse do grande público, de se rodear de um universo imaginário que pode começar no nome, passar pelo frasco e cartonagem, e acabar na publicidade.

Para se chegar a um produto final apetecível, um batalhão de pessoas trabalha sem cessar ao longo de vários meses ou anos. Nada é deixado ao acaso para que a “mensagem “, por mais subliminar, seja passada e entendida.

Longe vai o tempo em que perfume se vendia com uma simples etiqueta envolvida, ou não, por motivos florais.

Nessa época, o perfume vendia “por si” - pelas gotinhas preciosas aprisionadas no frasco -, ou pelo nome que sugeria um conteúdo específico: Rose de Molinard, Jasmim ou Violet de Coty, são exemplos disso

Nos nossos dias as fontes de inspiração são múltiplas. Uma delas – a simbologia de algumas pedras preciosas – serviu de inspiração a uma trilogia olfactiva de La Prairie em que o luxo e a sedução andam de mãos dadas.

Acompanhe-me nesta (re) descoberta.

 

CUIDE DE SI!

ESCOLHA O AROMA QUE A FAZ SENTIR BEM

 

 

  •  

     

    La Prairie Saphire.jpgLIFE THREADS SAPPIRE= Tranquilidade

 

 

Life Threads Sappire, um perfume floral-amadeirado, incita ao romance tranquilo, à fantasia e à surpresa.

Quando o espargimos pela primeira vez descobrimos o aroma das folhas verdes, das frésias e do alperce.

Logo de seguida, das notas de coração, desprendem-se os aromas românticas do jasmim aquático, do narciso selvagem e da gardénia colhida ao amanhecer.

Nas notas de saída, a sensualidade subtil do sândalo, abeto e âmbar.

O frasco, em acrílico, surge envolto em fios prateados com pequenos cristais de safira.

A cartonagem “copia” a decoração do frasco.

 

Curiosidade.:

-  A safira que outrora se acreditava ser o firmamento no qual estava incrustada a terra, em muitas civilizações era considerada como uma “pedra com propriedades curativas”.

-  A sua utilização em jóias reais , também, não será por acaso: existia a crença que a safira atraia a bênção divina e protegia os seus utentes de qualquer mal.

 

 

 

La Prairie Ruby.jpgLIFE THREADS RUBI = Despertar dos sentidos

 

Definido como um “Oriental-Floral”, Life Threads Rubi aposta na essência da paixão e, dizem os seus criadores, “ que não deve ser usada sem reflectir… deve usá-la ,somente, quando deseja despertar os sentidos”.

Não vou tão longe, embora entenda porque o afirmam. A pirâmide olfactiva integra uma série de ingredientes que, na verdade, apelam à sedução, mas sobretudo à feminilidade.

A primeira sensação, dada pelas notas de saída, traz-nos os aromas inconfundíveis da bergamota, flor de laranjeira e lírio-do-vale. É no coração da fragrância que se descobre o apelo ao despertar dos sentidos, ao feminino: uma braçada de ylang-ylang, rosas vermelhas, e jasmim condimentados com uma pitada de açafrão. A base da pirâmide – sândalo, vétiver e baunilha –, densificam o aroma e indicam um caminho: o da sedução.

O frasco e a cartonagem surgem salpicados por mini rubis.

Curiosidade.

- O rubi está associado à paixão.

- Na Índia o rubi – ratnara - significa “senhor das pedras preciosas”.

- Segundo uma lenda hindu, o rubi vermelho tem origem num diamante branco manchado com o sangue de uma rainha assassinada

 

 

 

 

La Prairie Emeraude.jpgLIFE THREADS EMERLAD =  Essência do encantamento

Com Life Threads Emerald, La Prairie desejou celebrar o nascer da natureza em toda a sua pujança aromática.

Para isso, partiu de um bouquet floral rico e uma pirâmide olfactiva pouco usual.

Os aromas do gálbano fresco, da flor de laranjeira e da angélica dão as boas vindas a esta viagem olfactiva. Logo de seguida, a rosa da Bulgária, o jasmim da Índia, o lilás e o narciso convidam a seduzir e a ser seduzida. Umas gotas de essência de íris, sândalo, âmbar e musgo de carvalho dão força a uma fragrância “floral-oriental” que foi definida como a “essência do encantamento”.

O frasco e cartonagem, idêntico aos anteriores, surge salpicado com pequenos cristais de esmeralda.

Curiosidade.

-  A esmeralda era considerada pelos Incas e Aztecas uma pedra “sagrada”.

- Os faraós egípcios atribuíam -lhe poderes especiais.

- Em Roma, o imperador Nero, usava uma esmeralda quando assistia a “espectáculos” no coliseu, “para proteger os olhos do sol”. Há quem defenda que seria para ultrapassar um problema de miopia…

- A pureza do tom verde das esmeraldas é considerado por muitos como um símbolo de renovação, renascimento da Natureza, assinalado com o Equinócio da Primavera.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.