Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

UM VERDADEIRO TESOURO

   

O MUNDO DOS AFECTOS

  

 

 

 

Corria o ano de 1990 quando foi lançado Trésor de Lancôme. Criado por Sophia Grojsman,  tinha como rosto a beleza suave e o sorriso doce de Isaella Rosselini.

 

Inês Sastre, em 1996, personifica a imagem da fragrância. Segue-se-lhe, em 2007, Kate Winslet.

A direcção de imagem era de Peter Lindbergh.

 

 

Para festejar o vigésimo aniversário de Trésor, a Lancôme convidou Penélope Cruz .

A sua imagem mediterrânica, foi fixada por Mario Testino, fotógrafo conhecido por saber “reter” os momentos únicos da vida – um olhar, um gesto, um sorriso espontâneo.

 

 

Quatro mulheres, quatro personalidades, quatro estilos de estar e ser. Um denominador comum: muito femininas e sedutoras.

 

A minha opinião

 

- O êxito de Trésor ao longo destes 20 anos assenta numa pirâmide olfactiva em que se destacam flores muito femininas e envolventes: a rosa,  airis e o heliotope a que se juntaram as notas envolventes do âmbar. 

 

 Ou, nas palavras da sua criadora, Sophie Grosjsman:"As notas de saída, coração e base são sempre femininas... como uma inesquecível peça musical".

 

- A mensagem publicitária foi evoluindo a nível de décors e cores escolhidas, mas a mensagem dos afectos, do romance, do sonho de amar e ser amado mantem-se.