Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

EM BUSCA DE AROMAS E SABORES (2)

RUMO A TORTELLÀ

 

 

 

Um tempo fabuloso que me fez abandonar abafos quentes. Verão de São Martinho na verdadeira acepção da palavra.

 

À visita matinal a alguns monumentos de Besalú, seguiu-se a partida rumo a Tortellà, um “pueblo” com cerca de 700 habitantes bem perto da fronteira com França. A intenção era descobrir os aromas e sabores da região e reencontrar um Amigo - Idili Lizcano, filósofo, perfumista, investigador e fundador de El Taller de ALQVIMIA.

 

Não foi dificil chegar ao local, onde "nasceu" uma marca de cosmética 100% natural, formulada com Óleos Essenciais puros e Óleos vegetais de primeira pressão, mel de flores silvestres, certificados por vários organismos internacionais.

 

O encontro com Idili LIZCANO foi um momento de emoção, de "reencontro", onde as palavras foram desnecessárias e o silêncio se revelou precioso.

 

Eu estava a cumprir uma promessa feita há muito: "Vou voltar, para te visitar e rever este espaço. Para te agradecer o muito que me transmitiste e continuas a transmitir".

 

Passaram 8 anos...Aconteceu no momento certo.

 

Com Idili Lizcano revisitei o seu laboratório pessoal, o laboratório de pesquisa EL TALLER de ALQVIMIA, o futuro centro de formação e Museu... "Mini Museu", diz Idili. Conheci as novidades que por aí virão...

 

(À minha frente perfilavam-se os frascos de Óleos Essenciais. Apetecia-me ficar por ali, a abrir pequenos frascos, a sentir os seus aromas, a relembrar as

suas propriedades...a experimentar sinergias. Só quem conhece de perto os Óleos Essenciais, pode entender a magia que exercem sobre mim. É um mundo de uma rara beleza!).

 

 

 

                                                                                         CORES, AROMAS, SABORES

 

 

 

Era necessário dar alimento ao corpo e partimos, já tarde, para  LES COLS , um restaurante onde me esperava uma verdadeira iniciação aos aromas e sabores da região: "Otonõ y naturaleza", era o tema.

 

LES COLS é um dos mais prestigiados restaurantes de Espanha. A atestá-lo vários prémios: Prémio FAD de la Opinión; Prémio Arquitectura Girona 2003; Prémio Contractworld 2005.

 

A uma arquitectura e design de interiores originais soma-se uma localização em plena natureza e uma ementa em que todos os produtos são da região. Agricultura biológica, claro. Pecuária caseira.

 

O edifício que remonta ao século XIII, pertence à Maitre de Cuisine Fina Puigdevall, que criou no piso térreo da sua casa uma verdadeira "catedral de sabores e aromas".

 

Confesso, Queridos Amigos, que faço uma alimentação frugal. Olhar para a ementa que me sugeriram e aceitá-la, foi um desafio aos meus sentidos.

Não fiquei arrependida, podem crer.

 

Dúvidas? Vejam com atenção uma refeição que se iniciou nos jardins matizados de castanho, verde e vermelho, e se prolongou no interior.

 

"No jardim, "Copa de cava Raventós i Blanc rosado 2008

 

Na sala dourada com mesa "conventual":

- "la tierra, el água, el cereal": corteza de alforfón la essencialidade dé los alimentos primarios

- "para comer con los dedos": bocadillo caliente de maiz

- "el caviar de La Garrotxa": blini de arforfón y judias de Santa Pau

- "para comer enteros y con los dedos":  calçons en tempura de carbón, romesco y

 remolacha

- con las notas de humedade del sotobosque: ensalada de níscalos,

 pinõnes, torteli de Olot.

- "del galliero al plato": huevo escalivado, mayonese e atúm

- "con una flor del tiempo": alcachofras, foir gras, mandarina, especias cálidas

- "un juego de texturas": calabaza de cinco maneras, aceite de eucalipto

- "un plato de hostal": arroz de payes con calamares de lata, salsichas, allioli suave, calamar a la romana

- "un pescado presente desde siempre en la cocina de montãna": bacalau, pilpil, ceps, pasas, aceite de guíndilla

- "cocinado en terrina" pato de corral criado por nosostros, pera, moscatel, galleta, galleta con el contraste de mermeladas hechas por nosotros, quesos castalanes, afinados al punto

- "con fruta del tiempo": boniato y castaña, cacaco, pilhones

- "evocando el otoño": crujiente de chocolate negro e higos, anis, crema, sorbete

- "para compartir": tableta de chocolate, una evocación al espacio del restaurante

- "servicio de pan dulce":coca de azúcar de Els Hostalets d'en Bas cun el licor típico de La Garrotxa: polo de ratafia

- "pan del horno de leña de Els Hostales" 

 

Tenho a certeza de que já não duvidam do requinte desta refeição "gourmet".

 

Os aromas e sabores foram-me revelando uma gastronomia milenar " revisitada" por Fina Puigdevall, uma Mulher simpática e profunda conhecedora da tradição catalã.

 

 

Esta verdadeira iniciação gastronómica revelou-se um momento especial.

 

As raízes culturais da Catalunha iam-se manifestando com uma cadência perfeita. Um verdadeiro ritual em que o silêncio, por vezes era interrompido por informações que me eram essenciais.

 

Só não saborei os pratos em que a carne estava incluida. Por uma razão simples: não como carne há mais 40 anos.

 

Devo dizer, no entanto, que tinham um aspecto fabuloso e deles se soltava um aroma intenso e agradável.

 

Também não "partilhei" o chocolate. Receita caseira. Fina Puigdevall, simpaticamente, aconselhou-me a levá-lo comigo. Provei-o dias depois. Delicioso. Simplesmente.

 

Despedi-me de LES COLS.

 

A Igreja de Santa Maria (construída no século XVIII sobre um templo romano), a Ponte de Llierca e o polo arqueológico (pré-neolitico) antecederam o regresso a Besalú.

 

UM DIA FANTÁSTICO.

 

Obrigado, IDILI.

Vou voltar! Em breve.