Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

FRUTO PROIBIDO

 

 

...TORNADO ACESSÍVEL

 

"Notre ambition a toujours été de donner à la realité les couleurs du rêve"

             Robert RICCI

 

Quando em 1950 Robert Ricci, filho de Nina Ricci, em parceria com Lalique criou um frasco sob a forma de maçã, o fruto proibido do Paraíso, estava a dar forma a um mito intemporal daquela Maison de perfumuistas.

 

Em 2010 surge Nina L'Elixir, que remete não só para a simbólica do Jardim do Paraíso mas aposta na sensualidade do frasco que se veste com um degradée cromático de rara beleza. As folhas, douradas, que envolvem a tampa remetem-nos para o luxo e sofisticação da Haute Couture. Tornam acessível...o inacessível à grande maioria dos mortais

 

O aroma

 

Há quem o defina como feminino, sensual, um "fruité - gourmand". Todos os "ingredientes" apontam para isso.

 

Criado por Olivier Cresp (Firmenich), tem uma pirâmide olfactiva mais rica que o Nina original, lançado em 2008.

No primeiro contacto, uma profusão de notas aciduladas, florais e frutadas: limão da Calábria, limão verde Caipirinha e frutos vermelhos.

A “gourmandise” é revelada nas notas de coração que apostam no aroma super feminino do jasmim, na doçura das maçãs vermelhas, símbolo do perfume, e no cedro.

Um acorde de notas sensuais e envolventes é dado pela madeira de cedro, pelo musgo de algodão e pelo âmbar.

 

A campanha publicitária merece uma palavra especial

 

  

 

Nina L'Elixir tem como público alvo uma mulher jovem, moderna, que sabe seduzir com o seu charme natural, que se diverte, que espalha alegria à sua volta, que tem sonhos a realizar.

Para "encarnar" esta mulher a Maison Nina Ricci convidou a cantora britânica Florrie que dá vida a um verdadeiro conto musical ( www.nina-parfum.com). em que o sonho, o desejo, a sensualidade e uma certa inocência estão presentes.

 

O contraste constante do branco ( cor preferida de Nina Ricci, simbolo do intemporal e do feminino) e o rosa - avermelhado que "pinta" a relva dos jardins, as folhas das árvores, os acessórios de Florrie, convidam ao romantismo.

 

A floresta, as escadas, os objectos encantados remetem-nos para os códigos de alguns contos iniciáticos.

Vale a pena ver o spot publicitário e ouvir a música criada, especialmente, por Florrie.

 

 

 

 

A minha opinião:♥♥♥♥♥ 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.