Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

BELLE D'OPIUM

 

UMA NOVA SENSUALIDADE

 

 

´

"Eu queria dar a este perfume uma aura e uma juventude intemporais tingidas com uma sensualidade de tirar o fôlego" ,  diz o perfumista Alberto Morillas, referindo-se a Belle D'Opium, de Yves Saint Laurent.

 

O primeiro contacto com a fragância - um floral-oriental -, revela-nos um bouquet sofisticado de gardénia, flor de lis e flores brancas especiadas, a que foi acrescentada uma pitada de tangerina.

 

No coração, o aroma aveludado e suave do pêssego une-se à pimenta, ao  incenso e ao tabaco. Depois...as notas aromáticas do patchouli e sândalo apontam o caminho do mistério, sedução, sensualidade.

 

O resultado? Um aroma sofisticado, elegante, menos especiado e denso que o Opium, best seller da marca, lançado em 1978.

 

Belle D'Opium inspirou-se na visão criativa de Stefano Pilati, Director Artístioco Y.S.L. e tem a assinatura de dois grandes perfumistas - Alberto Morillas e Honorine Blanc.

  

Mélanie Thierry encarna Belle D'Opium e interpreta uma obra inédita de de Akram Khan, especialista na junção da dança clássica indiana com a dança contemporânea. A música foi composta por Nítin Sawhney. 

Mélanie  recria a dança sensual de Salomé. Os seus gestos revelam a intimidade da dança, mostram aquilo que, normalmente, é vedado ao  espectador: a textura da pele, a respiração, a tensão..."

 

"Para interpretar Belle D'Opium, tentei exprimir um poder dócil e felino siomultaneamnente, deixei-me ir ao sabor do encantamento...Qualquer coisa de extremo. Ao fazê-lo senti verdadeiramente que participava num projecto excepcional", diz a actriz.

  

 

 
.    
 O frasco?  Em azul eléctrico e ouro, copia o Inrô dos guerreiros do Extremo Oriente

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.