Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

LIÇÂO DE VIDA

 

 

 

 

 

DIETA MEDITERRÂNICA

 

 

O tempo não tem ajudado por estas bandas. O regresso a Lisboa está anunciado e idas à praia... quatro.

 

Isso mesmo , Queridos Amigos. Nebelina, frio fizeram-me ficar por casa. Houve quem acendesse a lareira. Inicialmente, duvidei do que via. O fumo saía de uma chaminé... Era mesmo verdade.

 

Ontem o sol anunciou-se. Eram 6H30. Brilhava. Às 8h00, blog actualizado, desci à praia.

 

Temperatura excelente, ausência de ventos, mar calmo...e água razoável. Pessoas? Contavam-se pelos dedos de uma mão. Gaivotas? Centenas.

 

Iniciei o passeio ao longo da lagoa... Deparei com uma senhora de cabelos cinza-esbranquiçados  ( teria, 65 anos, 70, mais?) que fazia ginástica dentro de água. Bom exemplo, pensei.

 

 

Dei os bons dias. Retribuiu e disse acenando para a garrafa de água que levava comigo: "Faz muito bem em beber água. Logo de manhã. Eu bebo três litros por dia". Parei. "Três litros por dia?", perguntei.  "Sim. Quase desde que me conheço..."

 

Palavra puxa palavra e  fui percebendo o estilo de vida daquela Mulher.

 

Vivia numa aldeia perto de Óbidos. Sempre que pode vem à praia. Faça chuva ou sol ." A Camara tem uma camioneta para cá...". Não se deitava ao sol "porque o sol queima... e para isso basta o trabalho no campo".

Come só fruta da época "porque assim foi habituada pela Mãe".

Deita-se cedo...e levanta-se cedo. "Para tratar da lida da casa e do jardim que a idade já não dá para mais".

 

Não desejava ser intrometida, mas a curiosidade era enorme: que idade teria? Parece que me leu o pensamnento e respondeu " sabe, "menina", fiz 75 anos o mês que passou e sinto-me muito bem. Vir até à lagoa é bom. Apanho os ares do mar e ainda levo ameijoa para um petisco..."

 

 

(Setenta e cinco anos...um rosto não exageradamente marcado, um brilho no olhar e, sobretudo, um corpo de sessenta!)

 

Não resisti: "usa protector solar?". "Nem sempre. Agora, acabei um que me deram, uma pessoa a quem alugo uns quartos no Verão... mas saio daqui breve. Vou na camioneta das 11H00..."

 

A D. Sofia, assim se chama esta Mulher, segue uma dieta mediterranica.

Frutos frescos e secos, saladas, muito tomate "no tempo dele", pão, massa, peixe...Tudo temperado com azeite. Um copo de vinho ao

 almoço...Sopa de legumes. Sempre.

Foi assim que aprendeu com a Mãe.

 

Na hora da despedida, estendi-lhe o meu protector. Agradeceu dizendo: "apareça por aí. Ensino-lhe como saber se o tempo vai mudar...muito simples"

 

Hoje, com menos sol, voltei à praia. A D. Sofia chegou um pouco depois. A camioneta atrasara-se. Acenou-me quando me viu. Passados minutos tinha na mão um saco repleto de figos e broa. Da sua casa. Agradeci. Emocionada.

 

Foi o meu segundo pequeno almoço. Agora partilhado. Delicioso, deve dizer. (Que saudades tive dos tempos de criança passados em Castanheira de Pêra...).

 

Amanhã, queridos Amigos, faça ou não sol, vou voltar à praia. Para aprender com aquela MULHER alguns

segredos que guarda com ela.

 

Uma lição de vida. Simples. De uma grande riqueza de sentimentos e conhecimentos empíricos.

 

Obrigado, D. Sofia. Até amanhã.