Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

RECOMEÇAR AOS SESSENTA ANOS (7)

 

 

UM HINO À AMIZADE

Perguntam-me como conheci a Teresa, uma Amiga que abre a sua casa para me ajudar a recuperar de um período mais duro.

Conheci-a há muitos, muitos anos no Colégio Alexandre Herculano, em Coimbra.

A Teresa estava interna. Eu externa. A idade era próxima.

Com gostos semelhantes e “irrequietude” idêntica rapidamente nos transformamos em “inseparáveis”… até nos castigos, nas advertências da D. Aurora. Duras….e transmissíveis de imediato aos nossos Pais ou encarregados de educação.

 

Após o liceu, ela ingressou na Faculdade de Engenharia, no Porto, e eu fiquei por Coimbra onde cursei Direito.

A distância não nos separou. Muitas férias partilhadas, muitas confidências trocadas. Por carta, sim senhor!

Com o casamento a Maria Teresa foi viver para Espanha. Primeiro Madrid, depois Barcelona.

 

(O marido era espanhol. Posso dizer que o ditado “de Espanha nem bom vento nem bom casamento…” não se aplicava).

 

As suas vindas a Portugal e as minhas deslocações a Espanha serviram para “alimentar” uma Amizade rara – nascida na adolescência, fase em que a utopia nos guiava e os “interesses” não existiam.

Era-se “Amigo”. Só isso!

Querem melhor?

Não será necessário dizer que partilhámos momentos bons e menos bons –nascimentos e mortes.

Temos cumprido os ciclos da vida, celebrado a vida. Sós ou acompanhadas.

Temos “vivido”.

Obrigado Teresa por me ajudares a percorrer o meu “caminho”.

 

Um abraço

Até amanhã

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.