Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

AROMACOLOGIA

 

 

A Aromacologia, termo acriado em 1989 no Sense of Smell Institute- em Nova York, uma fundação para a pesquisa do olfato, refere-se a uma área do conhecimento que se empenha em dar fundamento científico à Aromaterapia, buscando promover a integração de áreas científicas diversas, como a neurofisiologia, a química, a farmacologia, a cosmetologia e a psicologia, com pesquisas que impulsionam a tecnologia de fragrâncias, diz Sonia Corazza.

 

Uma fragrância sintética não tem efeito terapêutico a nível fisiológico- como os óleos essenciais-, mas pode trazer bem estar psicológico dentro de uma variedade de sentimentos e sensações, como relaxamento, alegria, sensualidade, entre outros, causados pelos odores por meio da estimulação olfatória ao sistema límbico e a outras regiões cerebrais.

 

A Aromacologia é, portanto, uma ciência nova, em pleno desenvolvimento; já a Aromaterapia, é uma prática que remonta às mais antigas civilizações e que, além de ter utilização terapêutica, pode ser facilmente incorporada ao dia-a-dia através de banhos, massagens, cosméticos e aromatização ambiental.

 

A indústria cosmetológica -  Decléor, Clarins, L'Occitane, Shiseido por exemplo - tem vindo a desenvolver produtos baseados na Aromacologia com grande eficácia.

 

Enfim, os aromas invadem os nossos sentidos com o objectivo de alcançarmos a boa forma física e o bem estar.

 

Quem não o deseja?

 

 

Sugestão: Aproveite fazer um passeio por um jardim ou campo pleno de aromas e verá o bem que lhe faz!

 

 

 

 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.