Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

CRISTHINE D'ORNANO

 

  

 

  

 

Cristhine D’Ornano cresceu entre tubos de ensaio, óleos essenciais, fragrâncias. Herdou dos pais o amor pela arte e cosmética. 

 

É filha dos Condes D’Ornano,  fundadores da Sisley, uma das marcas que adoptou para si o conceito de fitocosmética, ou seja a utilização de plantas e flores sob a forma de óleos essenciais puros.

 

Cristhine passou a sua infância, adolescência e juventude entre boiões, frascos, cremes. “Durante a minha infância vi o meu pai a experimentar perfumes naquelas tiras de papel branco que inundavam a nossa casa, em Paris. Por seu lado, a minha mãe trocava impressões com químicos para verificar se os produtos estavam no ponto certo, ou escolhia a rolha de um frasco… Vivi, na verdade num mundo fascinante”, diz.

 

Dos pais, herdou o gosto pela arte, cosmética, fragrâncias bem como o sentido de responsabilidade. As palavras “criar”, “investigar” fizeram parte da sua formação. Integrar a equipa Sisley e ali fazer carreira foi um passo lógico.

Durante 10 anos, Cristhine D’Ornano, foi a imagem internacional da marca, cargo que abandonou para integrar o Conselho da Administração da empresa e ser designada “embaixadora” mundial da marca.

 

 

Pioneiros

Os condes D’Ornano quando, em 1976, fundaram a Sisley Cosmetics não investiam num mundo desconhecido. O conde Guillaume D’Ornano, seu pai, tinha sido o responsável pela criação, em1935, de Lancôme e da Orlane, em 1954.

 

A produção dos produtos Sisley baseou-se numa pesquisa profunda de fitocosmetologia. As prioridades estabelecidas, ab initio, tinham a ver com a qualidade e inovação dos produtos, sem preocupações de tempo ou verbas para o seu desenvolvimento e formulação.

 

 

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.