Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

(RE)COMEÇAR AOS SESSENTA ANOS (5)

 

 

Hoje deixei-me dormir.

Tenho por hábito saltar da cama cedo e deitar-me “com as galinhas”.

O silêncio que por aqui se sente, a temperatura agradável, o corte com o stress deve ter contribuído para isso. Em suma, uma “noite descansada”.


Quando cheguei à cozinha tinha o pequeno-almoço à espera.

A Teresa saíra silenciosamente.

Defensora de que “a sua casa é minha “ foi tratar de algumas burocracias sem se preocupar por me deixar só algumas horas.

A Amizade é isso mesmo. Ter espaço. Conceder espaço. Partilhar espaço.

 

Oportunidade para mostrar os meus dotes culinários (poucos, confesso!) e organizar um almoço "português".

Antes, porém, um mini passeio para respirar o ar puro. Para passear o cão que salta em meu redor e se tem revelado um excelente companheiro.

(Estou-me a habituar ao frio, ao “dolce fare niente”. É bom. Muito bom. Em poucos dias estou a readquirir uma harmonia profunda…a “ser eu”)

 

Descobri romãs.

Adoro esses frutos anunciadores de solstício do Inverno. Maiores, muito maiores e  mais suculentas que os do meu jardim, em Castanheira de Pêra.

Costumo guardar algumas para secar. A Teresa faz o mesmo. Tradição antiga nas nossas famílias apesar de oriundas de diferentes latitudes. Serão?


Às vezes convenço-me que eu e a Maria Teresa somos irmãs de sangue, tal a semelhança de gostos, forma de viver e amizade que nos une.


Até amanhã.

Um abraço


A saber:

- A romã, na Antiguidade, foi considerada um “fruto sagrado”.

- A Bíblia está recheada de referências à romã.

- Estudos científicos afirmam que o sumo de romã possui três vezes mais  antioxidantes  que o chá verde.

- Existem marcas de cosmética que apostam nas propriedades da romã. A Sanoflore e a Weleda são exemplos disso.