Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

FEMININO E URBANO

 

 

 

 As papolias, como as rosas são conhecidas como flores de Maio.

 

Umas e outras são frágeis mas, indiscutivelmente, as papoilas ganham em leveza e em pouca durabilidade.

 

Um dia vêmo-las emoldurando estradas ou colorindo campos para, pouco depois, as vermos desaparecerem derrubadas pelo vento.

 

Para uns as rosas, quando vermelhas, são simbolo do amor, da paixão, da deusa Afrodite...

Para outros as papoilas representam o sono, a passagem ao Oriente Eterno, o éfemero das nossas vidas.

 

A papoila, na sua multiplicidade de funções e propriedades, tem servido de fonte de inspiração a muitos artistas e escritores ao longo dos tempos.

 

Kenzo homenageou-a quando, em 2000, lançou Flower by Kenzo e decorou as principais capitais do mundo com campos de papoilas que se balanceavam ao ritmo da brisa.

 

Não podemos esquecer que, ao longo da sua vida, Kenzo procurou conciliar o Oriente e o Ocidente de uma forma harmoniosa.

Em todas as suas criações há um "aceno" às suas raízes orientais e uma homenagem ao mundo ocidental que o acolheu e valorizou a sua Arte e imaginação.

A papoila, talvez represente para ele, o fugaz e intangível que a vida tem; a necessidade de viver o momento sem angústias e sem grandes projecções que conduzem à desilusão e, esta, à tristeza; a necesidade de nos entregarmos ao mistério que a vida representa.

 

Para esta Primavera-Verão Kenzo Parfums lança Flower Tag, inspirado na arte urbana, nas mensagens, mais ou menos subtis, que são deixadas, anonimamente ou não, sobre as paredes das cidades, vilas e aldeias.

 

Esta fonte de inspiração não me espantou.

 

Recordo uma festa fabulosa a que tive oportunidade de assistir, em Paris, aquando do lançamento do perfume masculino KenzoPower.

No centro da sala, uma enorme parede onde eramos convidados a deixar uma mensagem.

 

Nela escrevi: Plaisir, Tranquillité, Paix, Amour, Harmonie, Liberté....J'aime Kenzo et sa philosophie de vie..

 

Sim "amo" Kenzo.

Tive o prazer de o conhecer, de assistir a algumas das suas apresentações de moda e fragrâncias que viravam sempre um "acontecimento" pelo requinte, pela imaginação, pelo carinho com que a imprensa era brindada.

 

Nessa festa Kenzo esteve presente, tal como Olivier Polge, o nez de KenzoPower.

Posso dizer-vos que Kenzo mantinha a modéstia dos grandes...quase fugindo das camaras fotográficas, das entrevistas.

 

 

O aroma

Flower Tag, inspirado na feminilidade da Mulher e na liberdade de expressão urbana que a arte graffiti simboliza, revela-se um frutado-floral -fresco mas envolvente.

Nas notas de saída a tangerina, a groselha preta e o ruibarbo.

O coração de Flower Tag  - jasmim, peônia, lírio do vale - é uma verdadeiro convite à sedução, de apelo à essência feminina.

Notas aromáticas de musk, chá, baunilha e almiscar envolvem a pirâmide olfactiva numa onda de sensualidade, e apelam ao despertar dos sentidos.

 

O design

 

 

Palavras para quê?!

Vermelho como um bouquet de rosas...vermelho como um campo de  papoilas que se movimentam ao sabor ventos.

 

 

 A não perder

 

 

 

 

 

 

Por fim...

 http://www.flower-tag.com/

 

Estão convidados a "grafitar" os vossos sonhos (TAG YOUR DREAMS). A partilhá-los.

 

Só mesmo KENZO!

 

 
 
Grafittis fabulosos

 

Dos muros de Nova York às mais prestigiadas galerias de arte do mundo,

o “tagging” ou arte de graffiti floresce em toda a parte.

 

É uma forma expressão absolutamente livre,

 onde cada um é convidado a revelar a sua personalidade,

 fantasias ou sonhos nas paredes das cidades.

 

 

 

 
 
 
TENHA UMA EXCELENTE SEMANA!

INSPIRADA NUM JARDIM DE FLORENÇA

A Bvlgari busca inspiração nos mais inesperados locais.

Não interessa o país.

O importante é que essa fonte de inspiração dê origem a jóias que façam sucesso e perdurem no tempo.

 

A mesma filosofia estende-se ao mundo das fragrâncias. Sucessos após sucessos ao longo de mais de duas décadas

 

Jasmin Noir, L'Eau Exquise, a nova eau de toilette  Bvlgari, inspirou-se nos jardins Boboli, em Florença.

Um jardim de rara beleza e dimensão, onde os Médicis plantaram verdadeiras cascatas de jasmim que enchem o ar com um aroma enebriante.

 

Um jardim romantico, onde a frescura das águas acompanha plantas raras ou de grande simplicidade, árvores de pequeno ou grande porte.

 

O aroma

 

Para Mon Jasmin Noir L'Eau Exquise queria uma expressão de frescura, queria uma preciosa e brilhante Eau de Jasmin mantendo a assinatura viciante de Mon Jasmin Noir, diz a perfumista Sophie Labbé.

 

Conseguiu!

 

As notas de saída, são frescas e leves: a toranja-rosa associa-se com a amêndoa-verde criando a ambiência perfeita para um coração envolvente, feminino e requintado em que o jasmim Sambac e jasmim Grandiflorum são reis.

Nas notas de fundo as notas intensas dos almíscares bancos e de madeiras exóticas.

 

O design

 

O frasco de L'Eau Exquise remete para a forma feminina e sensual de Mon Jasmin Noir mas um pouco mais sofisticada -  a base surge adornada com um rendilhado transparente de flores de jasmim, evocando a textura subtil de uma joia.

A fita de organza que envolve a linha Jasmin Noir também está presente em L'Eau Exquise, tal detalhe de Haute Couture.

 

Sabia que...

 

 

Em 1458, o banqueiro florentino Luca Pitti compra cerca de 45 hectares de terrenos agrícolas nas margens do rio Arno.

Ali manda construir um palácio de grandes dimensões onde a sua família “convive” com uma colecção valiosa de arte antiga, símbolo de riqueza e status social-económico- politico.

Em volta do palácio um jardim de “pequena dimensão mas de grande de harmonia e tranquilidade".

 

Mas o “bom tempo” não dura sempre e a família de Luca Pitti perde todo o prestígio e fortuna.

 

 

Em consequência disso, Cosme Médicis acaba por comprar a propriedade para oferecer à sua mulher Leonor Ávarez de Toledo y Pimentel-Osório, Grande Duquesa da Toscania.

 

A ela se fica a dever a reorganização do espólio do palácio, bem como a ampliação dos jardins que se povoam de ciprestes, buxos, fontes monumentais, estatuetas, escadarias e grutas enigmáticas.

 

 

O design do jardins Boboli chegaram até aos nossos dias com a mesma traça e o mesmo tipo de flora.

 

A CONHECER

 

 

 

Quando o mau tempo está por aí, gosto de visitar Museus e Palácios.

 

Contam histórias de quotidiano, de glória e de frustração.

Relatam silenciosamente a vida.

 

Nos últimos dias revisitei o Palácio de Queluz e sexta-feira o Palácio Foz, nos Restauradores, em Lisboa.

 

Tenho passado por ali muitas vezes.

Nunca tinha visitado a " Abadia e o Claustrum" situados na cave e sub-cave do edifício.

 

 

Aconteceu e valeu a pena.

Não sei, no entanto, se gostaria de ter jantado num espaço que, à época terá sido "exclusivo"..., mas nas profundezas da terra.

 

Fantástico, no entanto, independentemente da simbologia que lhe possa ser atribuida, e de que o Prof. Andrade Lemos, deu interpretações possíveis.

O símbolo é isso mesmo. A subjectividade impera.

 

O que mais despertou a minha atenção foram,  sem dúvida, os baixos relevos que retratam fábulas de Lafontaine e alertam para a realidade dura do dia-a dia,  e as pombas esvoaçando, ou no pombal que, segundo algumas interpretações, falam da elevação do espirito sobre a matéria...

 

 

Aconselho uma visita. Sinceramente.

 

Em muitos momentos, e à medida que vai descobrindo as várias salas,  vai colocar uma pergunta: "Luigi Manini, responsável pelo Palácio da Regaleira e Hotel do Buçaco, não terá dado uma "mãozinha" na decoração/construção do espaço??

 

 

É que o estilo neo-gótico e os símbolos são idênticos.

 

Fica a pergunta.

F 

 

 

 

BOM FIM DE SEMANA

UM ABRAÇO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 

ELE DISSE

 

 

 

 

 

" Eu crio e desenho para pessoas reais. Penso todos os dias nas mulheres e, em especial, nas minhas clientes.

Não existe mérito em criar roupas e acessórios que não são praticos..."

Giorgio Armani

 

 

O êxito de Giorgio Armani assenta em valores sólidos.

 

O vestuário, os acessórios, as fragrancias, a maquilhagem são para muitas a face visivel de um Costureiro que tem projectos de decoração fabulosos, objectos que apetece comprar...

 

Não admira que Charlene Wittstock  tenha escolhido Giorgio Armani para materializar o seu vestido de noiva.

 
 

Mas não só.

Nos SPAs, Hoteis, restaurantes o mesmo estilo inconfundível.

 
 

 

Sou fã!

 
 

UMA EXPOSIÇÃO ESPECIAL

 

 

O Design Museum de Londres alberga uma exposição da Benetton- Happiness And Other Survival Techniques.

 

Um momento para reflectir sobre as mensagens das cores usadas pela marca, e publicidade mais ou menos polémica.

 

Tudo começou quando Luciano Benetton resolveu "por mãos à obra" e criar algumas t- shirts que rompessem com o sombrio da moda existente.

 

Começou quase sózinho mas, quando abriu a primeira loja, tinha a família unida para alicerçar um negócio que se viria a transformar num império sem fronteiras.

 

Se as cores se foram impondo dando vida e alegria às ruas de qualquer país, a publicidade utilizada nem sempre foi considerada correcta.

 

A denúncia de situações e diferenças raciais andou lado a lado, escandalizando uns e sendo aplaudida por outros.

 

 

 
 
Um dos maiores escandalos foi, sem dúvida, os cartazes em que os maiores líderes mundiais e religiosos se beijam deixando uma mensagem inequívoca - acabar com as guerras, as divergências, a intolerância, a falta de liberdade e respeito pelo Homem.
 
Uma forma de dizer "make love not war", como o fez John Lennon, com a canção que se tornou bandeira de muitas gerações.
 
 
A saber
 
A Bennetton criou, em 1991, a revista Colors que defende valores fundamentais e dá voz a temas caros à marca - ecologia, conflitos mundiais, luta contra preconceitos raciais ou outros, novas tecnologias.
 
A exposição Happiness And Other Survival Techniques, vai estar presente nos Benetton Icon Stores de Milão, Barcelona, Londres e Paris.
 

 

  
 
 
 
 

IMAGINAÇÃO SEM LIMITE

 

Vale a pena ver atentamente esta "pequena marvilha".

 

Magia, sonho, ciência, tecnologia...sensualidade.

 

 
Vermelho nos lábios e nos sapatos de saltos vertiginosos.
 
Quem resiste?
YVES SAINT LAURENT...É YVES SAINT LAURENT

AROMAS, CORES, SABORES, BELEZA

 

 

Quando cheguei ao Porto não esperava que essa curta viagem se transformasse em momentos de rara beleza, cultura e harmonia.

 

Existem "viagens" e "viagens"; "apresentações de cosméticos" e "apresentações de cosméticos".

 

Posso dizer que esta foi uma viagem especial e uma apresentação que não vou esquecer.

 

Por motivos vários.

Um hotel no coração do Porto - Palácio das Cardosas-Intercontinental -, que não conhecia e de que gostei, um restaurante fabuloso - Arquivo - , onde se pode comprar todos os objectos que decoram o espaço, e uma quinta - Villar d'Allen - , que me conquistou a alma e despertou os sentidos.

 Não estou a exagerar podem crer.
Villar D'Allen, cuja história aconselho a descobrirem, tem um jardim onde apetece ficar para descobrir cada recanto, cada espécie de cameleira ( são cercade 600!!!), cada árvore centenária ( são muitas!!!), cada caminho.
Mas não só.
Villar D'Allen dispõe de um mini museu onde se contam histórias de vivências, de quotidianos de uma família cujas obras de arte integram grande parte do espólio do Museu Soares dos Reis.
Cada sala faz-nos parar. Recuar no tempo. Olhar os livros antigos, as fotos, as peças de rara beleza.
 
Uma verdadeira iniciação
 
 
Não gosto de álcool e, às vezes, sou alvo da chacota de amigos por não fazer companhia e apreciar um bom vinho.
Fico-me pelo aroma que me lembra o mundo dos perfumes e dos afectos. Já é muito!
 
Pensei que era isso qe iria acontecer.
Não foi.
Depois de um almoço tradicional e delicioso, o Tomas Allen, fez-nos servir um Porto por ele criado e que, em 2011, ganhou um Prémio internacional.
 
Inicialmente pensei fazer o habitual, saborear o seu aroma, levar aos lábios e "fazer de conta que provava".
Ao meu lado tinha duas Amigas - a Joana  a Luisa - que me tentaram tal demónio em busca de almas.
 
Acabei por ceder à tentação.
Um gole simples. Valeu a pena. Sensacional a nível de cor, sabor e aroma.
Parabéns Tomás Allen.
 
A saber
 
Chegado a este momento perguntarão: Foi ao Porto fazer turismo?
 
Mais ou menos...
Também houve trabalho que virou prazer: a apresentação, em Villar D'Allen de dois produtos Lierac e um Phyto.
 
A descobrir:
- Gommage Sensorielle Aux Trois Fleurs Blanches, Lierac um esfoliante que envolve os sentidos de uma forma invulgar. Nem mais nem menos que um gel-óleo que se transforma em leite em contacto com a pele húmida. A aplicar com movimentos circulares.
Aroma? Ambar fresco, madeiras exóticas, e vetiver...
 
 - Phytocidre Vinaigre de Rinçage, Phyto, adaptado a todos os tipos de cabelo, tem uma fórmula vegetal e objetivos concretos -neutralizar o calcário das águas, eliminar as impurezas que mancham o cabelo, contribuir para o restablecimento do seu brilho natural e alisamento das escamas das fibras capilares.
 
- Hydra-Chrono + Cor, em tom areia ou dourado, dois fluidos com cor oil-free para um aspecto bonne mine imediato. Ideal para hidratar e embelezar a pele num só gesto. Sozinho ou como complemento do seu cuidado diário, a melhor forma para ter uma pele bonita todos os dias.
 
Déo 24, Lierac Homme, um produto que previne a transpiração e neutraliza os odores "pouco simpáticos" ao longo do dia. Uma textura e aroma agradáveis ...e que pode ser usado por nós...
 
 
 
 
 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 

TRUQUES DE MAQUILHAGEM

 

 
Em resposta a uma leitora,
aqui fica a forma correcta de aplicar uma mascara
para obter
pestanas compridas, espessas , perfeitamente curvas,
com um volume e alongamento ainda mais intensos.
 
1. Use o lado da escova com as cerdas curtas
para aplicar a mascara generosamente
nas raízes.
 
2. Com as cerdas mais compridas,
escove as pestanas de baixo para cima e de dentro para fora.
 
3. Use o lado plano para pressionar
e definir a curvatura perfeita.
 
 
Nota:
Esta aplicação é a ideal para Volume Express Falsies Flared - Asas de Anjo, Maybelline New York, de que falei em post recente.
Esta mascara virou objecto de culto feminino: em todo o mundo, é vendida uma a cada 1,4 segundos....
 
 

BOA PÁSCOA

 

 

 
Há épocas em que, quase, me sinto
 a Alice no país das maravilhas.
 
A Primavera é uma delas.
 
Fico-me horas a olhar a Natureza em flor,
a sentir os seus aromas,
a olhar as suas cores.
 
Hoje, DIA DE PÁSCOA, para muitos,
deixo-vos algumas das flores que adoro...de que sinto falta.
 
UM ABRAÇO BEM FORTE.
 
 
 
 
 "O CAMINHO FAZ- SE CAMINHANDO..."