Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

A PELE E O SOL - UMA LIGAÇÃO PERIGOSA

 

À CONVERSA COM TONI IONESCO 

 

 

"O problemas dermatológicos ligados à exposição solar estão em crescimento permanente, e os seus tratamentos mostram-se ineficazes.

 

Por exemplo, um dos mais agressivos cancros cutâneos. O melanoma, aumentou 22% (!!!) na Europa e na América do Norte, em menos de 30 anos.

Segundo dados fornecidos recentemente pela APCC, em Portugal, 1000 novos casos de melanomas são diagnosticados em cada ano e surgem anualmente 10.000 casos de cancro de pele.

Outros tumores e patologias cutâneas induzidas pelo sol estão em crescimento contínuo e afectam quase 20% da população europeia", quem o diz é o Toni Ionesco, medico dermatologista do Hospital de Paris e director médico dos laboratórios Dermatológicos d'Uriage.

 

Um encontro em Uriage Les Bains, aquando da apresentação à imprensa portuguesa de Acqua Précis e Bariésun, de Uriage.

Respostas esclarecedoras.

Um único objectivo: ajudar-nos a defender a pele - o nosso maior orgão! - das agressões ambientais, especialmentos dos malefícios dos raios solares.

 

- Como podemos ajudar a combater o aparecimento deste tipo de problemas? 

Pela prevenção, educação da população e a proibição da utilização de solários. Os melhores conselhos que podemos dar são: limitar o tempo de exposição ao sol, utilizar um vestuário adequado, e proteger as zonas expostas ao sol com protectores solares de índices de protecção elevada 30 ou mais a aplicar de 2 em 2 horas.

 

- Qual a quantidade ideal de protector solar que deve ser aplicada?

As estatísticas demonstram que as pessoas aplicam uma quantidade de creme muito inferior à quantidade standar utilizada nos testes de avaliação do SPF dos laboratórios: menos de img/cm2 da pele contra 2 mg/cm2 em laboratório.

 Assim, um creme testado em laboratório e rotulado SPF 50+ será na realidade um ínidice SPF 25... Utilizar um creme SPF 15 equivale a quase nenhuma protecção e aumenta o risco de desencadear patologias cutâneas induzidas pelo sol. Para um protecção eficaz, recomendamos, um índice superior ou igual ao 30.

 

- Como evoluiram ao longo dos tempos os protectores solares?

A formulação dos protectores solares teve uma evolução constante depois dos anos 60. No ínicio os protectores solares à base de ecrãns minerais, depois o aparecimento dos filtros UVB e, em seguida, filtros anti-UVa associados a filtros anti-UVB para uma protecção completa e equilibrada...

  

...Mas não existem intolerâncias......

Ao longo dos anos, as alergias e intolerâncias aos filtros têm sido relatadas, nomeadamente aos "cinamatos" e, mais recentemente, ao "octocrileno", um filtro muito utilizado.

Do ponto de vista "risco alergénico", o importante não é apenas dimunuir a concentração total de filtros, mas sim diminuir o número de filtros diferentes em contacto com a pele e susceptível de desencadear uma alergia.

É neste campo que residem as inovações para o futuro.

                                              

 

 

A descobrir

 

Bariésun, Uriage com acção multipla:

- Filtra os raios nocivos

- Fortalece os mecanismos de defesa e recuperação da pele.

- Hidrata intensamente e limita a perda de água

- Sensorialmente muito agradável: textura fluída e perfume delicado

  

                                        

 

A minha opinião: aplquei durante a estada em Uriage Les Bains ( vila termal a 8 kms de Grenoble) e na pista de ski. Um aliado fabuloso que permitiu que a minha pele não sofresse com "o sol e a neve". "Pois...pele muito clara!", dizia a Teresa Figueiredo, a nossa anfitriã.

 

 O que usei? ( mesmo no regresso a Portugal e... até acabar!)

- Crème SPF 50+ Haute Protection

- stick extra-large SPF 50+

- Stick labial SPF30