Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

VENTRE PERFEITO

 

CUIDADOS, ALIMENTAÇÃO, EXERCÍCIOS

 

 

  

A massagem do ventre é ideal para manter a tonicidade e elasticidade da pele, além de ter efeitos benéficos na regularização do intestino e luta contra a retenção de ar.

 

Durante o duche, massaje o ventre diariamente com uma luva de crina, em movimentos circulares.

Em seguida, a aplicação de um creme hidratante e refirmante é essencial.

 

Fazer abdominais diariamente ou, num mínimo, três vezes por semana, reforça a musculatura e ajuda a manter ou remodelar a zona do ventre.

 

Andar de bicicleta e nadar ajudam também a manter um ventre jovem e sem adiposidades.

 

Caso tenha obstipação, corrija a sua dieta alimentar.

Não esqueça os frutos, legumes, leguminosas, alimenbos integrais e...ÁGUA! Diga "Não" à vida sedentária, procure fazer de cada refeição um ritual tranquilo. Mastigue devagar e bem.

 

Ajudas preciosas:Morpho Slim Ventre e Body Lift 10. Lierac; Soin Remodelant Ventre -Taille Multi-Intensif. Clarins; Soin Remodelant Ventre Multi-Intensif, Biotherm

 

 

 DANÇA DO VENTRE


A dança do ventre, segundo alguns estudiosos, tem as suas origens num ritual sagrado que se perde na memória dos tempos: homenagem à Deusa, a Grande Mãe.

Tratar-se-ia de uma dança de fertilidade (em todos os sentidos) e de agradecimento.

 

A dança do ventre foi sendo conhecida e integrou o quotidiano de diversas civilizações  - Suméria, Acádia, Babilônia, Egipto e Ásia -, sempre como uma expressão sagrada da identificação da mulher com a Deusa.

Segunda essas tradições milenares, a Mulher, recebia "energia" para sobreviver às rudes condições a que estava submetida e "aproximava-se" do Universo, do sagrado.

No antigo Egipto a "dança sagrada", foi praticada pelas sacerdotisas da Deusa Ísis que, assim, homenageavam o "feminino".

Esta dança "saltou para as ruas e salões",  conservando a forma e os movimentos da dança sagrada e acabou por dar origem à dança do ventre egípcia.

                                                           


"A difusão mundial da dança do ventre não é obra do acaso. A dança do ventre desenvolve a energia feminina – uma força negligenciada durante séculos, até mesmo desconhecida por muitas mulheres. Esta energia desenvolve a auto-estima e a autoconfiança.  A mulher  como que se redescobre, valorizando-se. Para além disso, entra em contacto com o Feminino Sagrado, que lhe dá o sentido de comunhão, de totalidade.

A dança do ventre, assim como qualquer poutra Arte, é também uma forma de terapia e proporciona alegria e prazer ao ser praticada", diz Caolina Fonseca, artista plástica e especialista em vários tipos de dança.

 

 
SABIA QUE...
 
No Salmo 150, a dança era reconhecida como uma forma de "louvar a Deus"?
 
"Louvai a Deus em seu santuário,
noLouvai-o no firmamento de sua força,
Louvai-o por seus grandes feitos,
Louvai-o por sua imensa grandeza,
Louvai-o com o clangor do clarim,
Louvai-o com harpa e com cítara,
Louvai-o com tambores e DANÇA,
Louvai-o com alaúde e flauta,
Louvai-o com retumbantes címbalos,
Louvai-o com címbalos de aclamação,
Que tudo que respira louve o senhor!!!"

 

(Picasso, desenho)