Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

MULHERES COMO FONTE DE INSPIRAÇÃO

  

  

HISTÓRIAS DE UMA VIDA

 

 

 

Jean Paul Guerlain é um dos mais importantes perfumistas dos séxulos XX e XXI.

 

Ao longo de décadas criou fragrâncias que honram a tradição da Maison Guerlain. Mas não só.  Jean Paul Guerlain escreve, desvenda momentos da sua vida, fala das suas "emoções

olfactivas".

 

Depois de "Route des Mes Parfums", lançado em 2002, ( que recomendo a quantos se interessam pelo mundo fabuloso dos perfumes e aromas!), surge, em edição limitada - 1400 exemplares numerados -, Parfums d'Amour, onde nos revela as fontes de inspiração das suas mais conhecidas criações: Vetiver ( 1959), Habit Rouge ( 1965), Samsara (1989),  Cherry Blossom (2000), Nuit D’Amour (2006), Vetiver pour Elle (2007).

 

Jean- Paul Guerlain, tal como os seus antepassados, criou perfumes para homenagear mulheres ou para as mulheres que amou.

"Chaque nouveau parfum est une nouvelle histoire d’amour. Parfumeurs amoureux, notre première inspiration naît toujours de la rencontre avec une femme, célèbre ou inconnue, imaginaire ou réelle, une présence qui envoûte, une silhouette qui fascine, une beauté qui subjugue. Epris, le parfumeur devient ce funambule qui suit le fil tendu et ténu de son émotion pour créer, essai après essai, à petits pas précis qui se comptent par centaines, le parfum qui saura sublimer sa dévotion", diz.

 

A sua escrita, simultaneamente romantica e sensual, conduz-nos, capitulo após capitulo, às emoções/sensações que conduziram à materialização das pirâmides olfactivas de cada uma daquelas fragrâncias.

 

É fabulosa a descrição do encontro de Jean Paul Guerlain e a bailarina indiana Shana... Não consegui interromper a leitura da crónica que relata a sua passagem pela boutique de especiarias em Mayotte, pertença de Aida... "Acompanhei" Jean -Paul Guerlain na procissão da Semana Santa en Sevilha e que `conduziui a criação de Flora Nerolia. 

 

A descrição das flores e dos aromas são tão minuciosas que quase a "sentia" os aromas do jasmim, do ylang-ylang e das flores de laranjeira.

 

Para ilustrar Parfums d’Amour, foi convidado Marc Lacaze. O movimento e as cores das aguarelas por ele assinadas  transportaram-me a longuínquos países e tradições.

Adorei! Como adorei o frasco de perfume que acompanha a edição do livro. Tudo justo e perfeito.

Jean-Paul Guerlain seguiu o conselho do avô, Jacques Guerlain: "Mon petit, n'oublie jamais que l'on crée toujours des parfums pour les femmes qu'on aime, qu'on admire et avec lesquelles on vit".