Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

QR3 - Lavar o cabelo diariamente?

Tenho o cabelo oleoso e desde pequena que ouço dizer que não se deve lavar o cabelo todos os dias. A verdade é que se não o fizer diariamente, não me sinto confortável! A minha questão é a seguinte: Posso lavar o cabelo todos os dias, sem que isso fragilize o meu cabelo e o couro cabeludo?

Rita Mendes, Aveiro

 


O cabelo é a «moldura» do rosto. Reforça a nossa personalidade e imagem social. Ajuda a aumentar o nosso poder de sedução e a nossa sensualidade. Todos temos cabelo há anos; faz parte do nosso corpo... mas será que sabemos tratá-lo?

Há inúmeros mitos associados ao cabelo e imensa informação errada a circular. Lavar o cabelo todos os dias faz mal? Como posso fazê-lo em segurança? Estas questões são colocadas pela Rita e a elas se dirige a minha resposta de hoje.  Mas estou certa de que a dúvida é comum a muitos de nós.

Actualmente a qualidade mineral da água das nossas casas é muito equilibrada, por isso a questão da lavagem diária do cabelo, prende-se apenas com a qualidade do champô e dos produtos complementares utilizados.

Se tem o couro cabeludo oleoso, é natural que lave o cabelo todos os dias. Aconselho a escolher um champô seborregulador, adstringente e antisséptico. Como lava todos os dias intercale este champô com outro que seja neutro. Ambos devem conter bases lavantes suaves e devem ter uma forte componente vegetal. Escolha as marcas que não produzem os seus champôs com agentes do tipo silicones, ftalatos, corantes sintéticos, parabenos, pois estes são nocivos para o ecossistema capilar.

 

Que componentes devo valorizar? Os de origem vegetal, sempre!

 

No caso do champô para cabelo oleoso escolha o que contiver extractos de: cidra, tormentilha, urtiga, alecrim, salva, limão, hortelã-pimenta. As boas fórmulas contêm estes extractos como primeiros componentes. Massaje bem mas delicadamente, e deixe actuar alguns minutos para que possa exercer o seu efeito.

 

 

 

 

 

 

Como cuidados pós-lavagem poderá utilizar condicionadores e máscaras, mas lembre-se de aplicá-los apenas nos comprimentos e pontas dos cabelos. Nunca próximo do couro cabeludo. Esta é também uma ideia a reter e a desmistificar. Este tipo de produtos pode e deve ser utilizado nesta condições mesmo em cabelo oleoso. Assim ajudará a adiar o aparecimento das tão inestéticas pontas duplas.

 

 

 

Um conselho complementar: lave o cabelo com água tépida. A água muito quente está contra-indicada para o cabelo e para a pele. Evite também secar com temperaturas muito altas; Opte pelas mais baixas.

Lembre-se que se ingerir alimentos com demasiadas gorduras sentirá o seu couro cabeludo e pele mais desequilibrados, pelo que manter uma alimentação saudável e beber muita água ajudarão.

 

Um cabelo oleoso tem mais tendência a desencadear queda, por isso não negligencie esta situação - comece hoje a evitar este problema.

 

Espero ter ajudado!

 

Recapitulando a receita:

  • Escovar o cabelo antes da lavagem.
  • Lavar o cabelo com champô seborregulador intercalado nos dias com champô neutro.
  • Lavar com água tépida.
  • Secar com temperaturas moderadas.
  • Alimentação cuidada pobre em gorduras.
  • Ingestão de água diariamente.

"UM CÍRCULO FEMININO"

CÓDIGO SECRETO

« Le plus important est ce qu’une femme apprend de l’autre. C’est ça le lien Womanity. Cést la transmission, c’est cette complicité, cette connivence secrète », palavras de Tierry Mugler para definir a filosofia subjacente à sua nova fragrância Womanity.

Comecemos pelo frasco. Verdadeira escultura, simultaneamente moderna e barroca, surge como um totem que aprisiona um precioso liquído rosa.

A tampa, constituída por um friso de máscaras, transporta-nos para outros tempos e outras civilizações ou projecta-nos num futuro que, Thierry Mugler, deseja alicerçado nos valores fundamentais da cidadania, da universalidade e da tolerância. Mas não só.  Mugler, aponta um caminho que conduz a uma (re)valorização e respeito pela verdadeira essência feminina.

Womanity ( Woman + Humanity), é apresentada como a "fragrância da partilha", isto é, um perfume para todas as mulheres, independentemente da idade, raça, religião ou latitude. Trata-se de um verdadeiro símbolo feminino e do feminino.

Assim sendo, para Thierry Mugler, Womanity é,  no século XXI, a "chave" de um círculo de mulheres. Um círculo em que a cumplicidade, solidariedade,  liberdade interior e fraternidade não são palavras vãs. 

E o aroma? Nas notas de saída, lugar para aromas verdes e "hesperidés". No coração da fragrância, Mugler, apostou no inédito e inesperado, se olharmos as suas outras criações olfactivas: uma associação de notas aquáticas, com as notas "sucrée-salée" do caviar e de figo. As notas de base alicerçam-se na madeira e folhas de figueira, numa série de notas solares e orientais.

A minha opinião:♥♥♥♥♥

A saber:

Womanity, faz parte de uma trilogia olfactiva feminina - uma visão do feminino e da feminilidade. As fragrâncias Angel ( "oriental-vanillé", 1992)  e Alien ( "oriental-boisé" /2005)  constituem dois dos lados da pirâmide, do caminho para a unidade sonhada por Thierry Mugler.

É caso para dizer: "O caminho, no e do feminino, faz-se caminhando".

 

 

 

 

 

 

MANIFESTO

 

 

 VERMELHO - AFIRMAÇÂO DE UMA PRESENÇA

 

 

"Le rouge est au lèvres ce que le talon haut est à la silhouette ", dizia Yves Saint Laurent.

 

Não vou repetir o que muitos já sabem: sou uma apaixonada pela obra de Yves Saint Laurent.

Numa coisa não me convenceu: usar um batom vermelho. Ainda estou a tempo de exprerimentar...

 

Gostaria de vos dizer que o vermelho para Y.S.L era uma cor especial. Um símbolo de vida, com toda a sua força, emoção, brilho, poder. Um símbolo de feminilidade absoluta.

Mais do que uma "cor das heroínas",  o vermelho surge como um "manifesto", "uma mensagem universal que transgride todos os códigos, todos os tábus, para afirmar a sua identidade.

 

 

O batom Rouge Pur Couture, mais que um simples gesto de beleza, revela-se um ritual para cada mulher, uma vez que combina de forma inovadora, a protecção, sedução, cor e brilho.

 

As cores estão divididas em três famílias - vermelhos, fuchias e laranjas - uma reinterpretação moderna das cores emblemáticas do Costureiro feita por Stefano Pilati, Artistic Director de Yves Saint Laurent para quem " o vermelho  é a cor que melhor exprime a paixão".

 

A saber:

A tecnologia Rouge Pur Couture baseia-se em dois pontos essenciais: Uma base tranaparente e pura que protege a cor e evita o seu envelhecimento, e um tratamento inédito dos pigmentos.  "Os pigmentos utilizados são esmagados de modo a criar tons muito saturados e puros. A cor intensificada, é protegida por um "escudo" que aumenta o brilho e luminosidade."

 

A minha opinião:

 

Textura confortável. Acção hidratante e suavizante, protecção contra os malefícios do sol, devido à presença na fórmula de SPF15.

 

Cores para todos os gostos e estilos!

 

Na imagem reinterpreta-se uma das peças masculinas  - o smocking - que Yves Saint Laurent "impôs" como um must de qualquer guarda-roupa feminino, nos finais dos Anos Setenta.  

 

 

 

DICAS DE MAQUILHAGEM (4)

 

COMO APLICAR O ROUGE À LÈVRE

 

" Colorir os lábios é o gesto mais simbólico da feminilidade. Mas não esqueça que o "rouge à lèvres" necessita de retoques contínuos ", diz Dick Page, Director Artistic Sideido Le Makeup.

 

Regras a seguir para aplicar correctamente o Rouge à Lèvres:

 

1. Comece por aplicar um produto hidratante e protector específico para os lábios. Retire o excesso.

Os lábios bem hidratados são uma ajuda preciosa para desenhar correctamente os seus contornos. Por outro lado, são a garantia de um resultado final luminoso e uniforme.

 

2. Para delinear os lábios use um truque: sorria. Parta do centro dos lábios para as extremidades, de forma a obter um resultado natural. Caso tenha dúvidas...experimente a aplicação a partir dos cantos e constatará que o contorno não só não ficará perfeito e, muito menos, natural.

 

3. A aplicação de um lápis de contorno de lábios aumenta, considervelmente, a duração do Rouge à Lèvres.

Existem produtos "2 em 1" que, para além, de fazerem o contorno, permitem colorir os lábios.

 

4. Para conseguir ums lábios perfeita e regularmente coloridos, seja com o Gloss ou Rouge à Lèvres tradicional, preencha, previamente, as pequenas fissuras com o lápis de contorno. Caso o lápis tenha uma textura densa...pode colorir os lábios com ele. Experimente.

 

Para além dos truques assinados por Dick Page, deixo outro: SORRIA! SEMPRE!

 

Uma boa semana

 

 

 

 

 

" DESIGN EMOCIONAL"

 

OBJECTOS DE DESEJO

 

Chama-se INDIA MAHDAVI, tem origem irano-egípcia e é considerada uma das designers top da actualidade.

 

Trata-se de uma mulher cosmoplita que sabe interpretar "l'air du temps", que procura "compreender, para revelar ainda melhor a alma de um lugar ou de um objecto".

 

Não admira que a sua obra  tenha reconhecimento mundial e que fosse eleita, em 2006, "Mulher de Ouro" pela revista francesa Athmosphères.

 

India e Guerlain estabeleceram uma parceria e o resultado só podia ser fabuloso. Um estojo para albergar ombres paupières que apetece guardar...e que foi baptizado de Écrin 6 Couleurs.

 

Cinzelada em metal, a tampa, é decorada com um rendilhado que nos transporta para outras civilizações, ou evoca momentos de luxo, glamour e intimidade de que as rendas fazem  parte fundamental.

Um detalhe essencial: a abelha que evoca a história da Maison Guerlain e dos seus frascos de perfume.

 

"Com um simples gesto, a misteriosa caixa abre-se, revelando um espelho...Pela primeira vez uma paleta, oferece o luxo de uma abertura em cavalete, a 205 º, de modo a colocar o objecto sobre um suporte", pode ler-se no press duistribuido à imprensa. É mesmo assim.

 

Mas não é tudo.  O aplicador das sombras foi estudado de forma a facilitar a aplicação da ombre paupières e permitir o maior rigor. Nem mais nem menos que um aplicador de duas pontas, em pelos naturais. Para sombrear e esbater a ponta em pêlo de cabra. Para sublinhar o olhar, a ponta liner direita em pêlos de marta. Um luxo!

 

ORIGINAL:

 

Cada estojo tem o enderço de uma boutique Guerlain, em Paris:

 

 

 93 Rue de Passy aposta no rosa, rosa-cinza, cinzento, toupeira;

10 Rue des Franc Bourgeois, sugere bege, bronze, dourado, castanho;

29 Rue de Sèvres aponta para o verde cinza, cimento, turquesa...

2 Place Vendôme : azul- marinho, marfim iridiscente, verde- cinza, indigo intenso...

68 Champs-Élysées: aposta nas várias nuances de castanhos que o Outono anuncia.

 

As minhas preferidas?

 

Confesso, com alguma dificuldade, que me inclino para o "93 Rue du Passy"... e "68 Champs Elysées".

 

No campo da maquilhagem como no das fragrâncias as opções são muito subjectivas.

 

Uma coisa devo dizer: vou guardar... Esta embalagem, como outras, fazem parte de uma história, de um quotidiano.

 

 

 

BEAUTY DE CALVIN KLEIN

 

 

ELOGIO DO FEMININO -  A Beleza que nasce no interior

 

Passaram 30 anos sobre o lançamento da primeira fragrância com a assinatura de Calvin Klein.  Obsession era o seu nome. A estas outras se seguiram que criaram, em minha opinião, um um novo estilo de fragrâncias.

 

Com Beauty, glorifica-se a mulher autêntica e verdadeira. Presta-se homenagem à mulher independente, feminina, forte, determinada e que tem uma noção: a verdadeira beleza nasce no interior e reflecte-se nos seus gestos, olhos, corpo.

 

A Eau de Parfum Calvin Klein Beauty  reinterpreta o lírio, símbolo de feminilidade e poder,  que se casa com as sementes de ambreta. No coração da fragrância um elemento floral de luxo – o jasmim.

 

O frasco , com um design inovador em perfumaria, evoca as curvas femininas, no topo de uma base de vidro luxuosa. Harmonia e sensualidade. Um anel metálico prateado envolve o vidro, “simbolizando a força matriz, a auto confiança” que devemos cimentar ao longo da vida. A tampa metálica prateada evoca as formas esculturais essenciais ao estilo e

 sensibilidade de Calvin Klein.

 

A cartonagem é sóbria, elegante, jogando com as cores  de forma a dar a ilusão óptica de luminosidade. O branco e prata são, como é sabido, as cores escolhidas pelo Criador para assinalar as suas colecções de moda.

 

Diane Cruger foi a modelo escolhida para imagem publicitária que teve como fotógrafo Craig McDean e director criativo David James. O local escolhido foi Berlim. Diane surge plena de luz, num conjunto arquitectónico moderno.

 

A  sua beleza é profunda, reflectindo  auto-confiança e harmonia. Como é lógico, o vestido tem a assinatura Calvin Klein.

Disponível em três referências: 30 ml (€55,45), 50 ml (€77,66) e 100 ml (€ 99,89).

 

A minha opinião:♥♥♥♥

 

TERAPIAS ALTERNATIVAS

 

 

                                                                         

 

                                                                        REENCONTRAR O EQUILIBRIO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ja ouvira falar de Terapia Quântica ou Medicina Informacional mas nunca fizera uma consulta. A curiosidade era grande. Não conhecia ninguém que praticasse aquele tipo de terapia. Um Amigo, o Zé, falou-me da Ana Isa.

 

Da intenção passei à prática e marquei uma sessão.

 

 Encontrei-me com a Ana no "Espaço Salitre",   bem perto do Rato. Deparei-me com uma mulher muito serena e simpática que responde a todas as questões com objectividade. Sente-se que gosto do que faz e que aperfeiçoa os conhecimentos com regularidade.

 

Uma hora que "correu" sem dar por ela e de que vos deixo algumas notas. Confesso que gostei e vou repetir. O próximo tratamento e conversa ( desta vez em Pombal) vai ter um tema: anti-envelhecimento. Darei notícias!

 

A Terapia Quântica baseia-se nos princípios da Física Quântica, que nos informa de que tudo no universo vibra a uma frequência única e individual, inclusivamente o Ser Humano. É uma técnica terapêutica não invasiva indolor que examina e harmoniza energeticamente os desequilíbrios e stress do corpo, promovendo uma sensação de harmonia e bem-estar.

 

Quais os princípios científicos que conduziram até à tecnologia do INDIGO ™ Quantum Biofeedback?

O sistema de Quantum Biofeedback INDIGO ™ foi desenvolvido ao longo de vários anos de pesquisa nos campos da bioenergética, voltametria, física quântica, homeopatia e utiliza tecnologias semelhantes ao MRI, CT Scan, EEG e ECG, os quais medem a actividade eléctrica do corpo, a fim de prestar informação acerca do estado de saúde do cliente.

Este sistema é único no campo do biofeedback, devido à sua propriedade de fórmulas algorítmicas e medições VARHOPE, e demonstram através de estudos clínicos evidências na capacidade do organismo de se adaptar a diferentes formas de stress.

 

Quem pode beneficiar do INDIGO/ terapias de Quantum Biofeedback?

Qualquer um, desde crianças a idosos.

O sistema de Quantum Biofeedback INDIGO ™ é um programa altamente complexo que funciona mediante a colocação de eléctrodos nos tornozelos, pulsos e testa que medem e estabelecem a informação (feedback) entre o cliente e o equipamento. As trocas iónicas de reacção que ocorrem no corpo e cérebro (à velocidade da luz) são medidas como componentes energéticos no seu corpo. Num movimento de feedback (ida e volta da informação), o equipamento anula-se na sua vibração e envia de volta uma vibração alternativa à qual o seu corpo responde. Em volta, o seu corpo altera a sua própria frequência de vibração, criando então uma mudança.



E como funciona:

A sua capacidade de precisão e sensibilidade é suficiente para medir as reacções de stress de RED em mais de 10.000 assinaturas Trivector, que geralmente interagem com o corpo humano.

Estas assinaturas Trivector, que aparecem na matriz do software INDIGO ™, permite ao terapeuta ter maior acesso ao perfil dos factores de stress pertinentes para o estilo de vida e bem estar.

O gerador de ondas é de tal forma sofisticado que permite restabelecer aos corpos físico e emocional, detectando as reacções de stress anormais e ajuda o cliente a criar padrões de coesão e respostas energéticas coerentes.

O  Quantum Biofeedback INDIGO ™ é eficiente na diminuição do stress e ajuda a melhorar a qualidade de vida nos clientes diagnosticados com problemas de saúde tais como a dor, a hipertensão, ansiedade, incontinência, doença pulmonar obstrutiva crónica, asma crónica, lesões músculo-esqueléticas, enxaquecas, depressão, entre outras

.

Estudos comprovam que o stress desempenha um papel significativo na redução da qualidade de vida das pessoas, provocando desequilíbrios no corpo, que por sua vez levam à doença.

 

O sistema de Quantum Biofeedback INDIGO ™ ajuda a gerir a reprogramar os padrões de stress, permitindo aos clientes conhecer o seu próprio eu interior para que possa fazer escolhas relativas ao seu estilo de vida potenciando a sua saúde e bem-estar.

 

O corpo humano não traz manual de instruções, no entanto, o sistema de Quantum Biofeedback INDIGO ™  pode fornecer as ferramentas necessárias para criar auto-controle dirigido, vitalidade e prosperidade.

 

 

 

FESTIVAL DE MÚSICA

MÚSICA E AROMAS: RELAÇÃO PERFEITA

 

 

 

 

É sabido que Aristóteles fez uma classificação dos aromas. Menos  

conhecido é o facto de um perfumista e quimico inglês ter feito uma escala de correspondência entre notas aromáticas e musicais.

 

Posso dizer que à nota musical "dó" corresponde a baunilha......

 

Esta relação - aromas/música - surgiu-me por uma notícia que, mão Amiga, me fez chegar: um Festival - SONS DE ALMADA VELHA-  que terá lugar nalguns edifícios históricos de Almada de 25 de Setembro a 30 de Outubro, organizado por Jenny Silvestre.

 

A Jenny é uma Amiga.  Tem tocado cravo em muitos dos jantares da Associação Essência da Amizade.

Mas não só. Organizou  um recital, no Cinema Nimas, em Lisboa, cuja receita reverteu para a Associação.

 

Perfumes e Cravo. Um casamento perfeito, diz quem tem assistido. 

 

 Desta vez, são os monumentos antigos de Almada que vão servir de palco a um Festival  em que o sagrado e profano dão as mãos... para oferecerem momentos inesquecíveis.

 

Um programa a seguir com atenção.

 

Fico à espera de detalhes, Jenny! 

 

Quero estar presente!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QR2 - No Outono não caem só as folhas.

Joana preciso que me dês a tua opinião acerca do que fazer quanto à queda de cabelo. Ainda não estou a fazer nenhum tratamento mas confesso que estou preocupada porque nos dois últimos meses tem sido abundante. Aguardo pela tua resposta. Muito obrigada.

Carina Branquinho, Coimbra

 

 

Carina, Andrea, Carla, … a quase todas as mulheres é dirigida a minha resposta de hoje.

O tema da queda surge ciclicamente e o final do Verão deixa antever tempos difíceis… porque no Outono não são apenas as folhas que caem.

A queda afecta muitas mulheres e homens. É um tema apaixonante e universal… por isso hoje a minha resposta será mais longa. No caso feminino, falamos habitualmente de eflúvio telogénico. O que é isto? É uma situação que pode resultar de múltiplas causas (pós-parto, dietas rigorosas, febre por um período prolongado, depressão…), uma delas a agressão que o nosso couro cabeludo sofre durante a época estival. Estamos, portanto, na altura certa para abordar o tema.

 

«Mas isto não é um mito?» Não.

Explicando: a radiação UV atinge o nosso bulbo piloso, no interior da nossa derme do couro cabeludo, e a excessiva formação de radicais livres provoca o «envelhecimento prematuro» do cabelo. Mas para que não confundam a normalidade com o «estado patológico», quero dizer-vos que a queda de 100 cabelos por dia pode acontecer normalmente. Considerando que temos 150.000 fios de cabelo, como em média caem 12% por dia, temos cerca de 18.000 cabelos a cair durante 6 meses o que dá 100/dia. Surpreendidas? Imagino que sim… mas se olharem para as vossas escovas e se derem ao trabalho de contar, verão que tenho razão.

Para que percebam melhor o que vos vais na cabeça… cada fio de cabelo vem de uma zona interna, o bulbo piloso, e tem cerca de 25 ciclos de vida. Isto significa que cada cabelo nosso só pode cair e voltar a nascer este número de vezes, em média. A vida de um cabelo compreende 3 fases, uma de crescimento (anagénese), uma de paragem de crescimento (catagénese) e uma última de desprendimento ou queda (telogénese). Quando os folículos iniciam a última fase, que dura aproximadamente 3-6 meses, o cabelo cai… e não há nada que o cole à cabeça. Se pensarem um pouco e recordarem, é durante este número de meses que sentem o cabelo cair, verdade? Se for mais, se suspeitarem de uma queda crónica e prolongada, que vem desde há meses, a minha resposta não é para vocês e recomendo desde já uma visita ao dermatologista pois podemos estar na presença de uma alopécia androgenética que requer diagnóstico precoce e uma actuação farmacológica conveniente.

 

Continuando, quando estamos com queda de cabelo temos um maior número de cabelos na fase de desprendimento e por isso o fenómeno torna-se visível: é o ralo da banheira cheio de cabelos, é a almofada ao acordar, é o casaco de malha no final do dia… vamos travar isto já!

É na fase de crescimento que dura 3-6 anos, que os cuidados antiqueda vão actuar: para prolongar a vida do cabelo. E claro que devem aplicá-los logo que sentem os primeiros cabelos a cair, ou se suspeitam que vão, mais uma vez, sofrer deste grande transtorno chamado queda.

O objectivo dos cuidados antiqueda, presentes nas nossas farmácias, é nutrir com vitaminas e minerais as células do folículo piloso, evitar a formação de radicais livres, promover a divisão celular que levará à formação do cabelo, aumentar o fluxo de sangue no couro cabeludo (podem causar calor após a aplicação) e os top, verdadeiramente high-tech, prolongar a vida das células estaminais do folículo… são verdadeiras proezas biotecnológicas.

Os cosméticos são, para o eflúvio telogénico, a melhor opção. Têm mecanismos de actuação similares às drogas mas um nível de segurança máximo garantido. Podem ser usados por longos períodos de tempo sem riscos e como manutenção do tratamento. São agradáveis e fáceis de aplicar. Cuidam o cabelo no seu todo.

 

«Como escolher um bom antiqueda?»

«Que componentes devo valorizar?»

 

 

Eu recomendo a associação de um cuidado tópico com um suplemento alimentar específico para as fâneras, que não devem sobrepor a outros. No rótulo devem verificar a presença de: vitaminas C, E, B2, B5, B6, B8, ácidos gordos essenciais do tipo ómega 3 e ómega 6; aminoácidos como a cisteína e outros enxofrados.

 

 

 

 

Nos cuidados cosméticos, que se apresentam em ampolas, sprays, e devem ser sempre complementados com um champô, devemos escolher os que contiverem: Serenoa (Serenoa serrulata; Serenoa repens); Castanheiro da Índia (Aescullus hippocastanum); Batata (Solanum tuberosum); Shiitaké (Lentinu edodes); silício; zinco; ginkgo biloba; rosmaninho; salva; limão; maçã.

 

 

 

 

Os champôs antiqueda das linhas dos cuidados específicos são formulados com alguns componentes comuns. Antes de entrarem na banheira, escovem bem o cabelo para activar a microcirculação no couro cabeludo. Apliquem o champô apenas quando o cabelo já estiver bem molhado. Devem massajar delicadamente e deixar actuar. Se necessário reaplicar.

 

 

 

 

Certa de que estão cheias de vontade de sair de casa e dirigirem-se à farmácia de serviço, e que a leitura das cartonagens vos levará algum tempo e a conversa como o Farmacêutico também, não vos demoro mais. Sejam persistentes. Garanto que o resultado final será uma bonita e farta cabeleira.

 

Espero ter ajudado!

 

 

 

 

Recapitulando a receita:

  • Escovagem diária do cabelo.
  • Suplemento alimentar específico fâneras (segundo a posologia do fabricante).
  • Cuidado intensivo antiqueda (segundo a posologia do fabricante).
  • Champô cuidado antiqueda (bem massajado na lavagem que acontece no dia da aplicação do cuidado antiqueda)
  • Alimentação equilibrada.

LOVE DE CHLOÉ

 

 

ELEGÂNCIA ABSOLUTA

 

 

Love, de Chloé, celebra a vida, homenageia a mulher sensível, feminina, requintada.  Um aroma moderno e, simultaneamente, romântico.

 

Criada pelos por duas perfumistas famosos -  Louise Turner e Nathalie Cetto-Gracia -, a Eau de Parfum Love,  inscreve-se na tradição da Maison Chloé, em que as flores estilizadas assumem uma  enorme dimensão e força.

 

As notas de saída, enaltecem o aroma da flor de laranjeira misturado com a pimenta rosa.

 

As notas de coração, ricas e voluptuosas, resultam de um bouquet floral composto de glicínias, jacintos e lilases, a que se juntou uma pitada de heliotropina. 

As notas de fundo, as mais persistentes, são uma mistura sublime de pó de arroz , almíscar e pó de talco.

 

 

O frasco, verdadeira obra de design, joga no contraste do ouro opaco e do ouro transparente. A tampa prende-se ao frasco por uma corrente fina, tal jóia preciosa.

 

A apresentação do perfume teve lugar no Apicius Restaurant, em Paris, e contou com a presença do realizador Roman Copolla e de

Raquel Zimmermann