Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

MULHERES INSPIRAM PERFUMES

 

 

 

Jeanne lanvin e filha.jpgÉ indiscutivel que grandes criações olfactivas tiveram como inspiração mulheres super femininas, emancipadas, felizes.

 

Inspiraram-se, também, nas relações de amor familiar ou em paixões, por vezes, proibidas.

Muitas dessas fragrâncias continuam, ainda hoje, no top das preferências.

Resistem à voragem dos tempos.

Há, nelas, algo de intemporal.

 

 

 

Lanvin, Arpege, estojo com frasco.jpg- Jeanne Lanvin teve como musa a sua filha, Marguerite, para lançar Arpège (1927).

Assinalava, assim, o seu 30º aniversário.

Trata-se de um floral-amadeirado- aldeído assinado por Paul Vacher e Andre Fraysse.

Em 1993, Arpége  sofre uma renovação olfactiva o que acabou por lhe valer um prémio.

 

Guerlain-Mitsouko.jpg- Mitsouko, criado em 1919 por Jacques Guerlain, inspirou-se na história de um amor impossível - entre Mitsouko (mulher de um general japonês) e um oficial da marinha inglesa.

Tudo se terá passado durante a guerra de 1905, entre Rússia e Japão.

Sem dúvida uma fragrância epicée, intensa e sensual.

 

Dali e Gala.jpg- Salvador da Dalí, pintou Gala a sua mulher e eterna musa …que acabou por dar nome a uma das fragrâncias Salvador Dali Parfums (1983).

Um aroma sensual, apelativo, super feminino.

Segundo o pintor o "perfume é o mais belo mensageiro de memórias e momentos felizes..."

 

 

Jean Paul Gaultier Classique.jpg- Há quem defenda que Jean Paul Gaultier dedicou os seus primeiros perfumes à Mãe.

 

Classique, a primeira fragrância feminina foi lançada em 1993

Trata-se de um aroma Oriental-Floral com a assinatura de Jacques Cavallier cujo frasco, um corpo de mulher, lembra os frascos de Elsa Schiaparelli (1890 -1973

Elsa Schiaparelli Perfume.jpg

 

Chanel 5 manequim.jpg- Outros Costureiros e Perfumistas dedicaram as suas criações a mulheres que desejavam independentes e emancipadas sem, no entanto, deixarem de ser femininas e sedutoras

 

Tenho para mim que foi o caso de Chanel, com Chanel 5 e Yves Saint Laurent com Rive Gauche.

A este tema voltarei.

Porque é entrar num mundo fabuloso em que emoções, memórias e história da Moda se enterlaçam.

Mas não  só.

YSL Rive Gauche.jpgMuitos aromas reflectem "l'air du temps"...os movimentos sociais, económicos e culturais...a emacipação da Mulher.

 

 

 

 BOA SEMANA