Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

UMAS TARDES TRANQUILAS

 

 

 

 

 

Com a chuva e o frio que se fez sentir durante o fim de semana, refugiei-me nos livros e acabei por ver um pouco de televisão.

 

Não passo muito tempo frente ao ecran, confesso.

Demasiados comentadores, demasiadas novelas, demasiada publicidade...

 

Acabei por reler um livro - O Rochedo de Tanios de Amin Maaloof.

 

"Na aldeia onde nasci, os rochedos têm nome. Há o Navio, a Cabeça do Urso, a Emboscada, o Muro, e também os Gémeos, conhecidos ainda pelos Seios do Vampiro....

Com o aspecto de um trono magestoso, cavado e como poído no local do assento, com um espaldar alto e direito, que baixa de cada lado à laia de braços - é o único, creio eu, que tem nome de homem, o Rochedo de Tanios...."

 

Assim começa este romance que nos envolve de enigmas, de emoções e de peripécias.

Nele encontramos um condutor de mulas verdadeiramente sábio, um xeque chamado Francis, uma prostituta da Geórgia, um patriarca que a morte espera, emboscada por detras de uma espingarda do cõnsul de Inglaterra...e uma mulher - Lamia - que transporta a beleza como uma cruz.

 

A narrativa é tão tão real que, não raras vezes, me senti arrastada para outras paragens...

 

Duas tardes bem passadas, podem crer.

O autor

 

Amin Maloof nasceu no Libano em 1949.

Depois de completar os estudos em Sociologia e Economia resolve dar uma volta de 360 graus à sua  vida - abraça a carreira de jornalista.

Grandes reportagens e grande rigor marcam esta etape da sua vida.

De jornalista a escritor foi um passo.

 Leão , o Africano, As Cruzadas Vistas pelos Árabes, Samarcanda ( um dos meus preferidos), Os Jardins de Luz, O Século Depois de Beatriz, são livros que ´viraram sucesso. Alguns deles premiados.

 Amim Maaloof vive desde 1976 em Paris.