Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

Fragrâncias

Perfumes, Práticas e Discursos

UM PRÉMIO PARA CRISTINA LISBOA

 

 

 

O júri da 14.ª edição do Prémio Literário Orlando Gonçalves – Modalidade Ficção Narrativa, constituído por Manuel Simões (Câmara Municipal da Amadora), José Correia Tavares (Associação Portuguesa de Escritores), e José Fanha, (Sociedade Portuguesa de

Autores), deliberou, por unanimidade, atribuir o Prémio Literário Orlando Gonçalves 2011 à obra concorrente com o título Nos Dois Crepúsculos e ao Meio-Dia, da autoria de Cristina Lisboa.

 

A Cerimonia de atribuição do Prémio decorrerá no dia 13 de Outubro, pelas 18h – Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos, na Amadora.

 
  

 

 

 

O Romance

Bartolomeu, psiquiatra de ofício, imprudente no amor, curioso do fenómeno artístico, designadamente literário, lança - se numa reflexão sobre a sua vida pessoal e profissional que o leva a discorrer sobre o sentido profundo das relações humanas, nas diversas perspectivas em que se projectam.

“Conheço a minha índole. Nem deuses nem homens me superam no conhecimento de mim mesmo. É sobre este saber, e do meu tempo, que me debruço. Não por afectação. Não há razões para tanto. Nem na pessoa que sou, nem no tempo a que pertenço. Tão pouco para ser tomado pelo único verdadeiro. Não é minha aspiração. Mas pelo testemunho que fica. Por mais ínfimo que seja, sempre fica alguma coisa que concorre para o desvendamento do tempo-espelho do que somos.”

Cristina Lisboa no seu romance inaugural, Nos Dois Crepúsculos e ao Meio-Dia, alimenta-nos de tudo, de todos os tempos, servindo-se da matéria imperfeita de que todos somos feitos, dando-nos a impressão de que a completude está ao fundo de uma praia à espera de ser resgatada.

 

 

- Cristina Lisboa nasceu em 1957, em Lisboa.

 

 - Estudou Bailado clássico em Lisboa, Bruxelas, Cannes e Leninegrado.

Foi bailarina do Corpo de baile da Ópera de Lisboa, Teatro Nacional de S. Carlos; integrou produções do repertório clássico no Ballet Gulbenkian; integrou a criação Cuboversusesfera de Patrick Hurde, Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian; integrou a Companhia de Elisa Worm — Dança Grupo; como bailarina freelancer, integrou o workshop da ópera Through the eye of the Raven, sob a direcção de Robert Wilson e de Philip Glass.

Ensinou Bailado clássico. Foi assistente do maître de Ballet Tony Hulbert, em Lisboa.

 

- Estudou Filosofia em Lisboa, onde também se doutorou, na Universidade Nova de Lisboa, através da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, em História e Teoria das Ideias, na especialidade de Ideias Estéticas Modernas e Contemporâneas, com o escrito de dissertação O Génio como Expressão Exemplar de Urbanidade — Reflexões sobre Nijinsky.

Ensinou Filosofia em Lisboa e Cascais, na Escola Pública.

 

- Foi colaboradora permanente, para os assuntos culturais, da revista Anamnesis.

 

- Publicou: Do pouco que se sabe, alguma coisa deve passar-se assim, ensaios sobre criação em arte reunidos em volume, Hugin Editores (2001); Cantatas, nove cantatas, cujos textos, marginais aos géneros literários convencionais, representam, no dizer da autora, arranjos para vozes que expressam o desejo sempre insatisfeito, Hugin Editores (2001); Um Mundo Perfeito, escrito sobre a Infância, epistolar, Rei dos Livros (2003); Quadros NarrativosEstudos, ficção, Edições Ecopy (2007); Celebração, opúsculo, Edições Ecopy (2008); Jesus, que pesadelo!, opúsculo, Edições Ecopy (2009); Atitude, divertissement, Edições Ecopy (2010). Em busca de editor: Os Modernos Ballets Russes, ensaio; Do Génio ― Reflexões sobre Nijinsky, ensaio; Curtas, ficção.

 

 

O Prémio Literário Orlando Gonçalves, instituído em 1998 pela Câmara Municipal da Amadora, tem por objectivo, por um lado, homenagear a memória do escritor e jornalista Orlando Gonçalves e, por outro, incentivar a produção literária, contribuindo para a defesa e enriquecimento da língua portuguesa.

Este prémio destina-se a galardoar, anualmente e de forma alternada, uma obra de ficção narrativa e um trabalho jornalístico de investigação ou grande reportagem.

 

PARABÉNS!

UM ABRAÇO DO FRAGRÂNCIAS, PRÁTICAS E DISCURSOS

 

Fotos de Cristina Lisboa - Carlos Franco 2011